A Lei do Amor


A Lei do amor

E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te. Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas. Deuteronômio 6:6-9

Quando eu era criança, sempre me pareceu difícil e complexo os 10 Mandamentos… não entendia o que era “furtarás”, “cobiçarás”, “falso testemunho”; era confuso os versos que diziam: “nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu animal, nem o estrangeiro…” Eu pensava: mas eu não tenho animal! Nem boi, nem jumento! Só tenho um passarinho, e ele nem trabalha!!! rsrs

Hoje como mãe, venho tentando a alguns anos ensinar a Lei do Senhor para minhas filhas. Até tentei recitá-los nos cultos, como vi ser o costume de algumas pessoas de minha família, mas me parecia mecânico e meio como uma reza… senti que elas continuavam como eu, sem entender a real razão da Lei de Deus.

Comecei explicando a elas nos cultos que a lei é uma expressão do amor:

  • Nosso amor para com Deus.
  • O amor de Deus para conosco.
  • Nosso amor ao próximo.

Pensando nisso, tive a ideia de fazer um resumo da Lei do amor (como chamo os 10 Mandamentos de Êxodo 20:3-17) para poder explicar melhor para minhas meninas. E refletindo sobre ela, numa tarde de sábado, formulei o texto… que ficou guardado em minha agenda por algum tempo. Até que me lembrei dele e num dia qualquer a umas semanas atrás, elaborei esse poster, que atualmente colabora com a decoração da minha sala.

Ele está colocado sobre um móvel na altura certa, para que até mesmo Laurinha, de 5 anos, possa ver. E como Bebel anda ensinando ela a ler… outro dia, vi que ela tentava ler uma e outra palavrinha. Fiquei absolutamente feliz! Bebel também, não tem uma só vez que passe, que não dê uma olhadinha.

É uma forma de lembrar como devemos amar o nosso próximo e não esquecermos do amor de Deus para com o Seu povo e de como devemos nós, criaturas, amar, honrar e adorar nosso maravilhoso Deus! 

Esse poster é o nosso primeiro produto oficial do Atelier Beterraba, e ele é gratuito. 

Formato A3 (29,7x42cm)

Basta fazer download clicando aqui, e encaminhar para uma gráfica digital e emoldurar.

Gráfica, aqui em Tatuí costumo imprimir na Pint Digital. Mas concerteza existe uma pertinho de você.

Moldura, comprei minha moldura na Tok Stok. Mas você pode mandar fazer uma em qualquer vidraçaria perto da sua casa.

Mas se você quiser que A Beterraba te envíe o produto completo, entre em contato conosco por email atelier.beterraba@gmail.com, que o atenderemos com muito prazer!

Quanto às impressões e ao texto: você pode divulgar, imprimir, copiar, xerocar, usar e reusar. Mas por favor, sempre dê crédito ao autor: Débora Wenceslau Matos, Atelier Beterraba.

Com todo o meu coração te busquei; não me deixes desviar dos teus mandamentos. Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti. Salmos 119:10-11

Anúncios

O impossível


o impossível

Existem limitações em minha vida de mãe, que me incomodam profundamente. Uma delas é a minha dificuldade em fazer minha filha mais nova, Laura Amélie, reagir positivamente ao novo, ao inusitado. Pode ser o que for: entrar em uma casa que ela nunca entrou; ir por primeira vez a uma igreja; dizer oi a um “estranho” (amigos nossos que ela não conhece); dizer tchau; atender ao telefone (ela paralisa de medo, não tem coragem nenhuma); tocar uma campainha; sentar sozinha, mesmo que ao meu lado, no teatro. Tudo passa a ser um horror, é como se ela estivesse pronta pra cair em um abismo, se ela der um passo a terra engole ela, ela paralisa, começa chorar silenciosamente, mais em desespero. Não houve receita ou método que a faça sair desse clima de pânico.  

Bem. O ano passado, em sua festa de 5 anos, aconteceu 2 vezes seguidas. Minha sorte, é ter uma amiga psicóloga, fantástica, biônica, genial, que se trancou com a Laura num cômodo da casa e em questão de minutos, Laurinha saiu de lá sorridente e feliz de usar sua fantasia de coelhinha… eu mesma, não teria conseguido.

Eu sei que, na maioria das vezes, ela faz pra chamar minha atenção. Mas nem sempre é isso. Porque não consegue dizer ALÔ? Quem está falando? Porque não consegue descer do carro e dizer pra monitora do portão da escola da irmã: –Chama a Elina. Porque? Eu não consigo reagir positivamente, fico desesperada, não consigo aceitar que ela chore por pânico de fazer algo assim tão simples…

O que devo fazer? Como me comporto quando essas coisas acontecem? Ignoro? Será que ignorar é o melhor? Ela poderá crescer e continuar travando em qualquer situação nova que a vida apresentar. Eu não sei… mas vou descobrir.

Minha missão com Laurinha é conseguir que ela entenda que ela é capaz de fazer qualquer coisa, que ela pode errar e mesmo assim estaremos aqui apoiando ela. Que ela seja capaz de encarar as dificuldades da vida de frente, sem temor, compreendendo que é humana e possui limitações. Mas que sobretudo, ela possa ser capaz de tentar, mesmo o impossível.

Bolachinhas de amor


Fiz bolachinhas de Dia das mães, com as minhas lindezas!

Receita:

  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 e 1/2 xícara de maizena
  • 8 colheres de sopa de açúcar
  • 120 ml de leite de côco
  • 4 de colheres de sopa de manteiga
  • Essência de baunilha à gosto

Junte todos os ingredientes e amasse bem. Se não estiver dando liga, adicione um pouco mais de leite de côco. Depois abra a massa com um rolo, corte no formato que desejar e asse a 180º C até você ver que elas estão douradinhas e crocantes.

É uma bolachinha suave…

O melhor trabalho do mundo

Esse comercial da P&G, para os jogos Olímpicos de Londres 2012, me emocionou!
E o dedico às minhas amigas e leitoras que são mamães, e que assim como eu, lutan todos os dias pelo desenvolvimento de seus filhos. Nosso papel de todos os dias é: educar, motivar, apoiar… para vê-los um dia triunfar na vida.
Muito amor pra vocês e seus filhotes, muita força e motivação!!!
Beijinhos a todas

EL mejor trabajo del mundo

Esse comercial de la P&G, para los juegos Olímpicos de Londres 2012, me emocionó! Y lo dedico a mis amigas y lectoras mamás, que como yo, luchan a cada día por el desarrollo de los hijos! Nuestro papel a cada día es: educar, motivar, apoyar… para verlos un día triunfar en la vida.
Mucho amor a ti y a tus hijos, mucha fuerza y motivación!!!
Besos a todas

Dia das mães


Já está chegando o Dia das mães, e quero compartilhar com minhas amigas mães, as palavras inspiradoras de “A Manifesto for Mums”. Eu amei cada frase. Acho que define exatamente nossa vida maternal. Escrito por Kelly Exeter

Día de las madres

Está llegando el Día de las madres, y quiero compartir con mis amigas mamás, las palabras inspiradoras del “A Manifesto for Mums”. Me encantó cada frase, creo que define con perfección nuestra vida maternal. Escrito por Kelly Exeter

Lo puedes adquirir en The Smile Collective.

Páscoa

Como é difícil ensinar a Páscoa pra nossos filhos! O comércio está lotado de chocolates e coelhos que seduzem os olhares e atiçam o paladar. Minhas meninas ficam mortas de vontade, é de partir o coração… e essa é exatamente a estratégia de Satanás: confundir a mente dos cristãos, distrair a atenção do real sentido da Páscoa e de tudo que ela representa (digo cristão a todo aquele que ama a Jesus, independente de sua religião).

A Páscoa representa libertação. É a morte de Jesus por mim, foi o Seu sacrifício ao doar Sua vida para me salvar. Nesse quadro não há espaço para coelhos e chocolates; e verdadeiros adoradores do Senhor, não deveriam permitir que falsos símbolos, entrem em suas casas e contaminem seus princípios.

Assista o filme de Moisés O Príncipe do Egito com seus pequenos, e explique que o povo de Deus começou a comemorar a Páscoa quando foram libertados do cativeiro de Faraó; depois recomendo a música Porque me Amou Tanto Assim, da Ana Paula Valadão, que fala da morte de Jesus na cruz, e mostra que foi a Sua morte que nos trouxe liberdade do pecado.

Desejo que nessa Páscoa, Jesus possa reinar em seu lar!