Lindo cocar de penasButterscotch & BeestingCircus of Wonders

Porque todo dia é Dia de índio.

♥ 

Anúncios

Aulas de arte


Se você é ou se sente um artista e mora em Tatuí… não deveria perder!!!

Tem início neste sábado, 22, e domingo, 23, mais uma atividade do projeto Amart Cultural. Trata-se da oficina “DESENHO NO CAMPO AMPLIADO”, que visa a “experimentação prática e reflexão teórica de novas proposições de desenho”. A coordenação é da arte-educadora Katia Salvany, da cidade de São Paulo, que dá continuidade às atividades nos dias 20 e 21 do mês que vem.

Neste sábado, a oficina abordará “prática de desenho: elementos fundamentais I”. No domingo, o assunto é “prática de desenho: elementos fundamentais II”. Em outubro, as atividades seguem com “prática de desenho no campo ampliado I”, dia 20, e “prática de desenho no campo ampliado II”, dia 21.

Elas são gratuitas e acontecem das 9h30 às 12h30 e das 14h30 às 17h30, na sede da Amart, à rua Professor Francisco Pereira de Almeida, 303. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail: contato@amartcultural.org.br ou quelfayad@hotmail.com. Dúvidas são esclarecidas pelos telefones (15) 3251-6837, 9784-7146 e 9137-2606. Outros dados estão disponíveis no site da associação: www.amartcultural.org.br

As atividades do projeto Amart Cultural começaram no dia 31 de agosto, com a orientação de arte “A Imagem, a Linguagem e as Plásticas Contemporâneas”, por Regina Carmona. A artista também realizará outros encontros teóricos e práticos com a finalidade de “divulgar a arte, sua história, os movimentos e as escolas, bem como os artistas, meios de produção e de criação”. O próximo acontece no dia 5 de outubro.

O evento, bem como as demais atividades promovidas pela Amart Cultural, tem direção geral de Raquel Fayad.

Via, O Progresso de Tatuí


Autista desenha NY de cor

Se alguém pensou que ver Dustin Hoffman contando palitos esparramados pelo chão era o sumo das habilidades de um autista, espere para ver o que é capaz de fazer o londrino Stephen Wiltshire, um “artista” – antes que um autista – que desenhou a cidade de Nova York rica em detalhes, em um quadro de quase seis metros, após observá-la de um helicóptero durante 20 minutos. O quadro foi elaborado, de cor, no famoso Pratt Institute de Brooklyn, e nele podem ser observados detalhes da cada edifício desenhado em uma escala quase perfeita. Todos os lugares mais conhecidos, como o Empire State Building e o Chrysler Building, podem ser vistos acima dos edifícios menores após somente três dias de trabalho. Todo o processo artístico foi realizado escutando com atenção seu iPod – a música ajuda, ele diz – e utilizando uma caneta em conjunto com sua memória fotográfica.

“Stephen primeiro desenha o básico de seu desenho com lápis e depois adiciona pontos de referência antes de completar os detalhes mais complexos”, afirma Iliana Taliotis, a educadora que trabalha com Stephen e sua família.
Em sua terceira visita a Nova York, esse é primeiro quadro panorâmico que realiza da paisagem urbana mais emblemática do mundo. Stephen considera a cidade seu lar espiritual, já que existem muitas semelhanças entre Londres e Nova York que ele pode relacionar. “A única diferença é que tudo está em uma escala maior e os edifícios são mais altos e modernos”, afirma sua mentora.
Diagnosticado com autismo ainda muito cedo, o talento de Stephen surgiu como uma forma de se expressar. Usando seus desenhos como forma de aprender, Stephen criou uma série de 26 imagens codificadas para lhe ajudar a falar, a cada uma das quais corresponde uma letra do alfabeto.
Em maio de 2005, Stephen fez de memória um desenho panorâmico de Tóquio sobre um tela de 15 metros, após um curto passeio em helicóptero sobre a cidade. Desde então, já desenhou Roma, Hong Kong, Frankfurt, Madri, Dubai, Jerusalém e Londres em telas gigantescas.
Em 2006, Stephen Wiltshire recebeu a Ordem do Império Britânico por seus serviços à arte, o que lhe permitiu abrir sua própria galeria permanente na Sala Real da Ópera de Londres.
Obs. Essa é apenas uma demonstração da capacidade original do cérebro humano.

Desenhando animais e faces



Toda criança ama desenhar, e em casa de criança esses livros do Ed Emberley é essencial! 
Ele vai ensinando passo a passo desde fazer formiguinhas com pontinhos até desenhar um terrível e abominável dragão cospe fogo! Tudo facinho, mastigadinho… até papai que nunca desenhou consegue fazer um jacaré. rsrsrs

As minhas meninas amam e quando juntam com os amigos, eles também amam!

DESENHANDO FACES – Submarino R$25,90

Dê sempre uma olhadinha na www.estantevirtual.com.br – é um acervo brasileiro online de livros novos e seminovos.

Livro sempre é uma excelente opção de presente!